Resenha – O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint- Exupéry

Oi gente, tudo bem? Quero dizer que já faz alguns anos desde o meu primeiro contato com esse livro. Foi através de um projeto do MEC (Ministério da Educação e Cultura) que oferecia adaptações de clássicos da literatura universal para alunos de escolas públicas. Desde então eu não o tinha lido mais, só agora com o lançamento do filme baseado nesta obra que me despertou a vontade de lê-lo novamente. E vocês, já conhecem esse livro? Quais as impressões que vocês tiveram ao conhecer a história do pequeno príncipe? Comentem!

 

o-pequeno-príncipe

ISBN: 85-220-0613-X
Autor: Antoine de Saint-Exupéry
Editora: Agir
Tradução: Dom Marcos Barbosa
Páginas: 78
Ano: 2003
Skoob
Onde comprar: Saraiva – Livraria Cultura

Um piloto faz um pouso de emergência, após seu avião sofrer uma pane. Ele, então, se vê obrigado realizar o conserto, já que não havia consigo nenhum mecânico. Sem alternativa, aquela noite ele adormece nas areias do deserto do Saara.  Ao acordar, se depara com um menino que lhe pedia para desenhar um carneiro e, extraordinariamente ao desenhá-lo, o aviador atribui vida a ele. Foi assim que o nosso narrador- personagem conheceu o pequeno príncipe.

Pus-me de pé, como atingido por um raio. Esfreguei os olhos. Olhei bem. Olhei bem. E vi um pedacinho de gente inteiramente extraordinário, que me considerava com gravidade. Eis o melhor retrato que, mais tarde, consegui fazer dele. (pág. 09)

pequeno-principe

Pouco a pouco o principezinho ia contando a história de sua vida, como era o planeta de onde viera e como durante sua viagem havia conhecido outros seis asteroides. Nessa aventura, o pequeno príncipe conhece um rei, um vaidoso, um bêbado, um empresário, um acendedor de lampiões e um geógrafo e com cada um deles nosso personagem aprende uma lição de vida.

Ao chegar ao planeta Terra. O menininho de roupas estranhas encontra outro personagem: a raposa, com a qual tem uma conversa cheia de simbolismo sobre rituais e laços fraternos.

 – Os homens esqueceram essa verdade, disse a raposa. Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Tu és responsável pela rosa… (pág. 60)

principe-e-a-raposa

Em seguida conhece o manobreiro, o vendedor e por fim o piloto.

Este livro é um clássico da literatura que deve ser lido por pessoas de todas as idades. É uma história atemporal, com uma linguagem simples e que tem encantado adultos e crianças ao longo de várias gerações.

A leitura desta obra nos leva a refletir a respeito dos vícios que cultivamos, das amizades que construímos e de como devemos usar nosso tempo para as coisas realmente importantes em nossa vida.

Siga o blog nas redes sociais!

Facebook  ❤  Twitter ❤ Google+ ❤ Instagram ❤ Pinterest

Anúncios

5 respostas em “Resenha – O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint- Exupéry

  1. Eu amo esse livro. Já o li várias vezes, quando criança e agora adulta… Ele não é um livro para crianças e um livro sobre as crianças que todos devem cultivar dentro de si. O livro passa um aprendizado excelente sobre amizade, amor, companheirismo e sobre valorizar as coisas simles da vida. Exupéry foi um gênio com as palavras…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s