Resenha – Eu te amo, papai – Paulinho Dhi Andrade

Oi gente, tudo bem com vocês? Hoje eu trouxe a resenha do livro Eu te amo, papai do autor Paulinho Dhi Andrade. Espero que gostem!

 

Resenha-eu-te-amo-papaiISBN: 978-989-51-1349-1 |Ano: 2014 | Editora: Chiado Editora | Número de páginas: 220 | Skoob: Adicione  | Onde encontrar: Amazon  

LIVRO CEDIDO EM PARCERIA COM O AUTOR

Eu te amo, papai conta a emocionante história de Thainan, uma menina que reencarna diversas vezes na tentativa de conseguir que seu pai volte a acreditar em Deus.
A narrativa tem início no ano de 1775 quando nossa protagonista era uma indiazinha que vivia com sua família em uma tribo. Thainan, que naquela vida se chamava Lua Pequena, havia nascido com um problema no coração e estava muito mal. O pajé da tribo aconselhou seu pai Terra Forte a buscar uma flor branca chamada rosa, para que pudesse ser feito um remédio que curasse sua filha.

Ele deveria trazer duas flores: uma para o remédio e outra o pajé ofereceria a Tupã em agradecimento pela cura. Terra Forte partiu em busca da cura para sua filha e ao se despedir, Lua Pequena o olhou nos olhos e disse: -Eu te amo, papai.
Após algum tempo, o índio retornou à sua tribo e recebeu uma triste notícia. Sua filhinha havia morrido e ele ficou desesperado, magoado, deixando de acreditar na existência de Tupã.

Passado algum tempo, Terra Forte teve outra filha, Lua Grande. Entretanto, ocorreu uma enorme tragédia:  Terra Forte e sua esposa foram assassinados, entretanto, Lua Grande é salva por um capataz. Daí em diante, Thainan e várias outras personagens irão reencarnar várias vezes, e assim, o leitor irá acompanhar toda a sua história até os dias atuais.

Outros personagens como Rita, Augusto, Benedito, Noemi, Cecília, Samuel, etc, irão enriquecendo essa linda história. Em uma das reencarnações mais recentes iremos conhecer o Paulinho. Essa parte específica da narrativa é incrível, pois, não é possível decifrar se o personagem Paulinho trata-se do próprio autor ou não.

A história é narrada em terceira pessoa e apresenta uma linguagem simples. Todavia, no início do livro, a narrativa é rápida e o leitor pode ficar um pouco confuso com as mortes e reencarnações que vão ocorrendo. Diante disso, eu optei por anotar os nomes dos personagens e conforme eles iam reencarnando eu colocava o novo nome que aquele personagem recebia, aí ficou mais fácil para compreender. São trinta e três capítulos que farão você se emocionar e refletir sobre diversos questionamentos da nossa vida e além dela.

Nessa história, o leitor encontrará questões que o levarão a refletir sobre diversos temas como: “O rio sobe ou desce?” E ainda, o mendigo que pediu fé ao invés de dinheiro. É um livro com uma história cativante, vale a pena conferir.

Ao longo de vários séculos iremos acompanhar a trajetória da menina que lutou por amor, que tentou a todo custo fazer com que seu pai fosse ao reencontro de Deus.

Siga o blog nas redes sociais!

Facebook  ❤  Twitter ❤ Google+ ❤ Instagram ❤ Pinterest

Anúncios

15 comentários sobre “Resenha – Eu te amo, papai – Paulinho Dhi Andrade

  1. Wilson R. Poeta disse:

    Paulinho é um dos grandes talentos da literatura contemporânea e um incansável batalhador pela causa literária. Conheço muitos trabalhos dele e todos são marcados por uma sensibilidade cativante. “Eu te amo, papai” já é um sucesso.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.