Quotes: Iracema – José de Alencar

Oi gente, tudo bem com vocês? hoje eu trouxe alguns quotes do livro Iracema de José de Alencar. É um romance indianista que narra a história do branco colonizador Martim e da índia Iracema. Essa história trata-se de uma alegoria da fundação do Ceará.  Além disso, essa obra procura mostrar como era o convívio entre os brancos colonizadores e os indígenas, levando o leitor a compreender um pouco mais sobre a difícil relação entre ambos.

IRACEMA

ISBN: 85-7556-445-5
Título: Iracema
Editora: Escala
Ano: 2005

Skoob: adicione
Comprar: Amazon 

Sinopse: O romance conta o amor de um branco, Martim Soares Moreno, pela índia Iracema, a virgem dos lábios de mel. Entre guerras e conflitos, ciúmes e disputa de poder, a história desse amor proibido tem como pano de fundo a cultura indígena e a miscigenação do branco com o índio.

Quotes

O mancebo murmurou:
— Teu hóspede fica, virgem dos olhos negros: ele fica para ver abrir em tuas faces a flor da alegria, e para colher, como a abelha, o mel de teus lábios.
Iracema soltou-se dos braços do mancebo, e olhou-o com tristeza:
— Guerreiro branco, Iracema é filha do pajé, e guarda o segredo da jurema. O guerreiro que possuísse a virgem de Tupã morreria. (pág. 32)

Os guerreiros da grande nação que habitava as bordas do mar se chamavam a si mesmos pitiguaras, senhores dos vales; mas os tabajaras, seus inimigos, por escárnio os apelidavam potiguaras, comedores de camarão. (pág. 41)

Quando ergueu-se, Poti falou:
“A felicidade do mancebo é a esposa e o amigo; a primeira dá alegria; o segundo dá força: o guerreiro sem a esposa é como a árvore sem folhas nem flores; nunca ela verá o fruto. O guerreiro sem amigo é como a árvore solitária no meio do campo que o vento embalança: o fruto dela nunca amadura. (pág. 65)

A felicidade do varão é a prole, que nasce dele e faz seu orgulho; cada guerreiro que sai de suas veias é mais um galho que leva seu nome às nuvens, como a grimpa do cedro. Amado de Tupã é o guerreiro que tem uma esposa, um amigo e muitos filhos; ele nada mais deseja senão a morte gloriosa.” (pág. 65)

2 comentários em “Quotes: Iracema – José de Alencar

Deixe uma resposta para Gio - Atraídos Pela Leitura Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.