Tráfico de mulheres é tema do filme Desaparecida

Oi gente! Hoje eu vou falar um pouco sobre Desaparecida (Perdida). Este filme que chegou recentemente à Netflix  e já está sendo bastante comentado. Trata-se de uma história policial protagonizada por uma mulher que vai investigar o desaparecimento da amiga ocorrido, ainda na adolescência.

Desaparecida e o tráfico de mulheres

Sinopse: Anos depois de sua melhor amiga de escola desaparecer na Patagônia, uma policial volta à região decidida a solucionar o caso. Mas, desta vez, é sua vida que corre perigo.

Um grupo de adolescentes faz uma viagem escolar à Patagônia e misteriosamente uma delas desaparece sem deixar nenhuma pista. Este é o início do filme Desaparecida (Perdida), uma produção da Netflix Argentina que estreou no catálogo no dia 09 de agosto e que é baseado no livro “Cornélia” de Florencia Etcheves.

Quatorze anos após o desaparecimento da amiga, a policial Manuela ou Pipa (Luisana Lopilato), decide reabrir o caso e inicia uma busca incansável pela elucidação do mistério. As duas amigas possuíam colares iguais que prometeram nunca deixar de usar. Contudo, na foto exposta na missa que marcava os 14 anos do desaparecimento, o colar não estava no pescoço de Cornélia e neste mesmo dia Pipa vê uma mulher estranha, muito bem vestida saindo do local. Diante desses fatos, ela se envolve ainda mais nessa investigação.

A policial havia sido afastada por desacatar a ordem do seu superior e agir sozinha em alguns casos, por esse motivo ela estava investigando apenas com a ajuda da amiga Alina. Elas descobrem uma rede internacional de tráfico humano que levam mulheres para escravização sexual e essa descoberta acaba causando a morte de Alina.

A história começa a ficar interessante quando surge Sirena/Nadine (Amaia Salamanca) e começam a aparecer pistas do que pode ter acontecido com Cornélia. Diante disso, Pipa decide voltar ao local do desaparecimento e lá vários fatos e lembranças começarão a fazer sentido  fazendo com que toda a verdade venha à tona. 

O filme é dirigido por Alejandro Montiel e apesar de estar sendo bombardeado por críticas negativas, acredito que o filme vem cumprir o seu papel de entreter, pois o longa envolve o espectador do início ao fim. O que não deixa de ter alguns pontos negativos. Achei a trama um pouco confusa e o enredo não estava bem amarrado dando a impressão que os diálogos estavam recortados. Mas, por outro lado vem abordar, ainda que de maneira superficial, o tráfico humano e a exploração sexual. Além disso, tem imagens incríveis feitas na Patagônia e na Espanha.

Título: Desparecida
Gênero: Drama
Duração: 143 minutos
Direção: Alejandro Montiel
Ano de Lançamento: 2018

Assita ao trailer:

Anúncios

6 comentários sobre “Tráfico de mulheres é tema do filme Desaparecida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.