Resenha – Conto de Escola – Machado de Assis

Resenha Conto de Escola - Machado de AssisISBN-10: 1210010224
Ano: 2010
Páginas: 32
Editora: Paulus
Skoob: adicione
Comprar: Amazon

O conto tem início com a dúvida de um menino chamado Pilar: ir ou não à escola naquela manhã de segunda-feira. Ao lembrar que da última vez que faltou à aula e seu pai descobriu, ele recebeu uma surra de vara de marmeleiro, o garoto, então, decide que o melhor é ir para a escola.

Seu professor é Policarpo, um homem bastante rígido e muito temido pelos alunos. Raimundo, o filho do professor também é aluno nessa escola. Ele sente dificuldade em aprender alguns assuntos e propõe a Pilar um acordo: lhe dará uma moeda e em troca Pilar lhe ensinará a lição de sintaxe.

O professor Policarpo é bem mais severo com o filho. Talvez seja uma forma de usá-lo como exemplo para o restante da turma. Por conta disso, Pilar e Raimundo tentam fazer o trato secretamente, mas um dos colegas de classe chamado Curvelo acaba delatando os dois ao professor. Considerando que no acordo dos dois ocorreu uma espécie de suborno, Policarpo pune os garotos diante de toda a turma. Aplicando doze bolos de palmatória a cada um.

A história se passa em uma época em que o ambiente escolar era bem diferente de hoje, visto que, o professor se utiliza de uma palmatória (uma peça de madeira utilizada para bater na palma da mão) como forma de punição.
No dia seguinte Pilar decide voltar à escola para procurar a moedinha que o professor jogara pela janela, porém, ao ver um batalhão de fuzileiros passando ele achou mais atrativo que a sala de aula e decidiu acompanhá-lo.

“Não fui à escola, acompanhei os fuzileiros, depois enfiei pela Saúde, e acabei a manhã na Praia da Gamboa. Voltei para casa com as calças enxovalhadas, sem pratinha no bolso nem ressentimento na alma. E contudo a pratinha era bonita e foram eles, Raimundo e Curvelo, que me deram o primeiro conhecimento, um da corrupção, outro da delação;”

O conto se passa no Rio de Janeiro, no ano de 1.840 e é narrado em primeira pessoa por um narrador protagonista. É possível perceber uma crítica à escola tradicional que punia fisicamente os alunos, na maioria das vezes, apenas por não saberem algumas lições.
Além disso, nesse modo de ensino não haviam atrativos no ambiente escolar e por isso os alunos frequentemente faltavam às aulas. O professor era autoritário e causava medo nas crianças, não dava a oportunidade do aluno questionar, ele tinha apenas que ouvir o que o professor ensinava. Felizmente, este modelo de ensino ficou no passado. 

Leia também: O Alienista

 

Siga o blog nas redes sociais!

Facebook  ❤  Twitter ❤ Google+ ❤ Instagram ❤ Pinterest

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha – Conto de Escola – Machado de Assis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.