Resenha – O Peso do Pássaro Morto – Aline Bei

Resenha O peso do pássaro morto

ISBN-10: 8569020236
Autora: Aline Bei
Editora: Nós
Ano: 2017
Skoob: adicione
Compre na Amazon

Sinopse: Livro vencedor do “Prêmio São Paulo de Literatura 2018” na categoria “Melhor Romance de Autor Estreante com Menos de 40 anos”. 
A vida de uma mulher, dos 8 aos 52, desde as singelezas cotidianas até as tragédias que persistem, uma geração após a outra. Um livro denso e leve, violento e poético.

É assim “O peso do pássaro morto”, romance de estreia de Aline Bei, onde acompanhamos uma mulher que, com todas as forças, tenta não coincidir apenas com a dor de que é feita.

O Peso do Pássaro Morto é uma prosa poética repleta de metáforas, que narra toda a trajetória da vida de uma mulher, dos 8 aos 52 anos de idade. Desde a infância ela sofre perdas demasiadamente dolorosas e esses sentimentos irão contribuir para uma vida permeada de melancolia, desilusões e dissabores.

Logo no início do livro, sua melhor amiga é morta por um cachorro e a partir desse ponto ela passará por várias perdas que irão moldando a vida dessa mulher.

“tentei segurar/as lágrimas que caíam na minha mão em/concha,/eram tantas,/será que com o uso/um dia a lágrima acaba?”

Ao longo do texto vamos acompanhar as relações interpessoais da personagem, ou mesmo a ausência delas, já que ela não consegue ter um relação próxima nem com o próprio filho. 

O Peso do Pássaro Morto é narrado em primeira pessoa, composto por nove capítulos e cada um deles corresponde a uma idade da personagem. Algo que chamou a minha atenção nesse livro foi a diagramação, o texto é escrito em versos, mas não é uma poesia. A narrativa é bem leve, você consegue ler de uma só vez, porém, não se engane, o livro é bastante denso.

Aline Bei chama a atenção para as inúmeras mulheres que tem suas vidas marcadas por violência, dor, tristeza e abandono e que decidem manter tudo isso guardado dentro de si.

No livro, o cachorro é um elemento simbólico, visto que, esse animal foi o responsável pela primeira perda da personagem, ainda aos oito anos de idade e anos depois, aos 37, quando decide ir ao encontro do filho que não vê a muito tempo, ela encontra um cachorro abandonado e resolve levá-lo para casa. Desse momento em diante, a mulher desenvolve uma relação de amor e companheirismo com o animal até o final da vida. O cachorro marca o início e o fim da sua vida.

Essa foi uma leitura que me surpreendeu positivamente. Adorei a história criada pela Aline Bei. Recomendo muito!

Siga o blog nas redes sociais!

Facebook  ❤  Twitter ❤ Google+ ❤ Instagram ❤ Pinterest

Anúncios

4 comentários sobre “Resenha – O Peso do Pássaro Morto – Aline Bei

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.