Tudo que eu li e assisti em Janeiro

Oi gente! O ano de 2019 mal começou e o Blog já está a todo vapor. Hoje eu venho mostrar para vocês o que eu li e assisti no mês de janeiro. Acredito que 2019 será um ano muito bom para o blog, pois já iniciamos o ano conquistando uma importante parceria. O Atraídos Pela Leitura agora é parceiro da Editora Vestígio. Além disso, resolvi criar um projeto de leitura com foco em Literatura Nacional para conhecer mais obras maravilhosas da nossa Literatura contemporânea. Não deixe de acompanhar as redes sociais do blog. Lá também sempre tem algum conteúdo interessante para vocês.

Reumo de janeiro Atraídos Pela Leitura

No mê de janeiro eu li quatro livros, sendo três ebooks, que li pelo Kindle Unlimited e conclui a leitura de Grande Sertão: Veredas, que é o primeiro livro da lista para ler em 2019. 

Iniciei janeiro lendo Os Canibais de Garanhuns, um livro-reportagem, escrito por Raphael Guerra que vai contar  a história de um homem e duas mulheres que se uniram para assassinar mulheres e praticar canibalismo na cidade de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco (BR). Além disso, eles também vendiam salgados com carne humana. O caso foi descoberto pela polícia, e os três estão presos. Na época em que ocorreu, teve uma grande repercussão em todo o Brasil e também em outros países. 

Para o Projeto Atraídos Por Nacionais, eu fiz a leitura do livro Cadete de Aço, de Evellyn Miller. Um livro que eu gostei muito e já escrevi mais sobre ele aqui neste post.

Não sou muito de ler poesias, mas fiquei bem curiosa para ler à cidade, livro vencedor do Prêmio Jabuti no ano de 2018. Foi escrito pelo poeta cearense Maílson Furtado. Veja parte da sinopse: (…) à cidade vem instigar o leitor à pesquisa, ao conhecer, ao buscar termos, citações sobre o ambiente que tomou por base, o sertão Norte do Ceará, entre o litoral extremo-oeste, a serra da Ibiapaba, a Meruoca e das Matas. à cidade vem assim, apresentar uma faceta do que é ser cearense, aquele/este do interior da cidade.

E por último, consegui finalizar Grande Sertão: Veredas. Ufa! Parecia que eu não ia consegui concluir essa leitura. Que leitura difícil! Não é à toa que muitas pessoas sentem um certo receio de começar a ler este livro. Mas valeu a pena. Pretendo fazer mais algumas leituras complementares para fazer um post dele aqui no blog.

No mês de janeiro assisti apenas duas séries: a primeira foi La Esclava Blanca, uma série ambientada na Colômbia do século XIX, na qual iremos acompanhar a luta de uma jovem pela causa abolicionista. Ela teve os pais assassinados quando ainda era um bebê e foi criada por uma família de escravos que conseguiram fugir para um quilombo. Como o assassino não pretendia deixar nenhum herdeiro vivo, ela foi caçada durante muito tempo. Foi salva e enviada para a Espanha. Anos depois ela volta para tentar libertar sua família das mãos de um fazendeiro sem escrúpulos e tentar reencontrar Miguel, o seu grande amor. 

Assisti ainda a segunda temporada de O Justiceiro. Eu estava bem ansiosa pra assistir essa temporada, já que a primeira eu gostei muito. Achei que no início a narrativa estava um pouco cansativa, não dava para entender direito contra quem o personagem estava lutando, mas logo em seguida a série fica mais empolgante. Vale dizer que esta temporada não foi tão boa quanto a primeira. Mas eu gostei muito do final.

Siga o blog nas redes sociais!

Facebook  ❤  Twitter  ❤ Google+ ❤ Instagram  ❤ Pinterest ❤ Filmow

 

Anúncios

2 comentários sobre “Tudo que eu li e assisti em Janeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.