4 coisas que aprendi em setembro

Quem visita o blog com frequência deve ter percebido que no mês de setembro eu fiz poucas postagens.  Isso se deve a uma grande falta de vontade de ler e creio eu, que faltou também planejamento de minha parte.  Mas isso não é um grande problema, pois, essa pausa nas leituras e também nas postagens, me fez refletir acerca de algumas coisas e pude compreender que não precisamos estar ligados no 220 todo o tempo. Com isso, vou contar 4 coisas que aprendi no mês de setembro.

coisas que aprendi em setembro

Não devo exigir de mim mais do que sou capaz de realizar

Na maior parte do tempo, somos tentados a fazer tudo, estudar, trabalhar, escrever posts para o blog e para todas as redes sociais possíveis, além de cuidar da casa, enfim, queremos “abraçar o mundo com as mãos”. E quando percebemos que isso é humanamente impossível, acabamos frustrados. Esse tempo que eu me dei no mês de setembro foi justamente por perceber que eu não preciso provar nada para ninguém e que eu não devo exigir de mim mais do que sou capaz de realizar e está tudo bem. 

Em algum momento da vida temos que escolher fazer aquilo que é mais urgente

É preciso saber optar por fazer aquilo que é mais urgente, por exemplo: atualmente, eu estou concluindo um curso e preciso fazer um trabalho de conclusão de curso, algo que necessita de muitas leituras teóricas, leva tempo e tem um prazo determinado para entrega. Diante disso, eu tive que escolher fazer aquilo que para mim, naquele momento, era mais urgente. Devido a essa escolha, deixei os livros e as postagens no blog um pouco de lado. 

Não preciso estar todos os dias em todas as redes sociais

Quem segue o instagram do blog, (se ainda não segue, este é o momento: @atraidospelaleitura) deve ter notado que já não posto mais com a mesma frequência de antes, devido à falta de tempo e também me senti um pouco desmotivada. Não estou falando isso para você deixar de postar todos os dias ou na sua frequência de sempre, só estou tentando dizer que você não precisa se obrigar a postar e nem estar presente em todas as redes sociais todos os dias, pois quem gosta do seu trabalho e te acompanha, vai continuar te seguindo e te apoiando. Isso não quer dizer que você vai abandonar suas redes e o seu leitor é obrigado a estar lá, mas no meu caso, eu quase não postei no feed, mas sempre que podia ia lá curtia e comentava alguns post e não perdi seguidores por isso, ao contrário,  ganhei novos seguidores. 

Não devo ler por obrigação

Sei que para alguém que tem um blog literário ou declara aos quatro ventos que ama livros e gosta de ler, falar em ler por obrigação pode ser bastante contraditório, mas a verdade é que mesmo quem ama ler, tem alguns períodos que a maioria chama de ressaca literária ou, simplesmente, não tem vontade de ler nada. 

Para quem tem um blog ou um instagram literário, essa é a parte mais complicada, pois a todo momento estamos procurando ideias para post, realizando leituras para fazer resenha e isso acaba de certa forma, nos “forçando” a ler. 

No mês de setembro eu passei por essa fase, não li nenhum livro. Se você estiver passando por este momento, não se cobre, não se force a ler por obrigação, a leitura deve ser algo prazeroso que nos proporcione bem-estar. Espere o tempo necessário, recomece com leituras leves e você verá que esta fase é algo passageiro.

Leia também: A liberdade de não criar metas literárias

Comente aí se você já passou por alguma ressaca literária ou por algum desses momentos que citei. 

Siga o blog nas redes sociais!

Facebook  ❤  Twitter ❤  Instagram ❤ Pinterest

24 comentários em “4 coisas que aprendi em setembro

  1. Oi Gio também passo por isso algumas vezes. A vida é muito corrida. Mas já parei de me cobrar faz algum tempo, deu uma boa aliviada. Tenho me organizado com determinado horário do dia ( ler, curtir, comentar e postar)… e tento seguir isso pra não ficar pilhada. E outros dando uma olhada nas redes sociais. Postar menos, mas com qualidade. Agora complicou um pouco pois estou ficando com meu neto 2 meses… requer atenção integral ( quem tem criança sabe do que estou falando rsrsrs)… Então agendei alguns posts pra ficar menos ligada.. Muito boa suas dicas. Sucesso! Abraços.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu sempre prezei pela qualidade de leitura e não pela quantidade de livros e ressacas literárias acontecem sempre comigo. Tenho que dar um tempo para conseguir ler de novo com qualidade.

    Prefiro ler 2 livros e eles realmente me tocarem a alma do que ler 20 de maneira superficial.

    Curtido por 1 pessoa

          1. Mas li no teu blog que andastes lendo um livro, muito bom. E até havia me esquecido da biografia da RL, mas como não sou de livros biográficos apesar de tê-lo comprado e estar gostando do livro… na hora certa eu termino. Olha o livro – e-book – da Jane Austen, Orgulho e Preconceito. Que não leve o mesmo tempo, não é? Todo o tempo e concentração tem que estar para o TCC.

            Curtido por 1 pessoa

  3. Oies Gio! Mulher, esse post nunca representou tanto o que estou vivendo nesses últimos 2 meses, mais todo o estresse. É complicado, mas super te entendo e acho que essas pausas “forçadas” são boas para nós, para refletirmos o que realmente queremos e o quanto de energia estamos depositando em coisas que talvez não valem tanto assim. Que outubro seja mais tranquilo para vc! Bjos

    Curtir

  4. Oi Gio, estou passando por isso em relação aos três anos anteriores, 2016, 2017 e 2018, e 2019 tem sido uma piada no que diz respeito a leituras, mesmo que o meu blog não seja literário, acho que a pessoa deve ler por gosto, escrevi nos meus posts, e vinha lendo por obrigação, para alcançar alguma meta, mas nem sempre temos vontade, eu não tinha nem de abrir um livro, então reli um, no começo de setembro, li pela terceira vez esse livro impresso, em todas as leituras ri bastante, O Segredo de Emma Corrigan, de Sophie Kinsella, e acho que a vontade, alguma parte dela, veio, mas não foi o suficiente para ler com gosto.
    Entre ler e qualquer outra coisa segue dando a segunda, infelizmente.
    E olha que eu sempre gostei de ler muito, pelo menos a partir de 2016, que foi uma loucura o que li.

    Mas temos que nos dar um tempo para tudo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isso mesmo, Mauro. Temos que respeitar o nosso corpo e a nossa mente. Creio que durante o ano vamos nos sobrecarregando com muitas obrigações, às vezes, passando por momentos difíceis e isso vai nos cansando, e até mesmo fazer aquilo que amamos como no caso a leitura, se torna algo pesado. Mas vamos ter fé que isso vai passar, faz parte da vida.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Com certeza, Gio. Eu lia quatro ou cinco livros por mês, cheguei a ler até nove, e agora é uma luta eu abrir um livro, que ler por obrigação não dá mais. Quando voltar a vontade, voltam as leituras. Abraços.

        Curtir

  5. Ai, Gio, eu sei o quanto é ruim se sentir cobrado, e realmente, ler por obrigação é o fim, né? Este ano estou me sentindo ora motivada e ora desmotivada, então sei bem do que vc está falando. Acabei largando outras coisas em vez da leitura, porque ainda é uma das coisas que eu mais amo mesmo. Mas é realmente impossível fazermos tudo que achamos que deveríamos.
    Espero que vc conclua com louvor seu TCC e, o mais importante, que você esteja bem!
    Como você disse, quem acompanha o seu trabalho e realmente curte, sempre vai estar presente.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.