Os Sete Maridos de Evelyn Hugo: citações marcantes

Os Sete maridos de Evelyn Hugo foi uma das melhores leituras que realizei este ano, até agora. Evelyn Hugo é daquelas personagens emblemáticas que te deixa reflexiva durante muito tempo depois de finalizar o livro.

“As pessoas não são muito solidárias e acolhedoras com uma mulher que põe a própria carreira em primeiro lugar.”

Os sete maridos de Evelyn Hugo

Continuar lendo “Os Sete Maridos de Evelyn Hugo: citações marcantes”

O Tempo Entre Costuras – melhores citações

Este mês eu decidi ler O Tempo entre Costuras, livro que já estava no meu kindle há algum tempo. Eu já tinha conhecimento da história contida nele devido à adaptação que assistir na Netflix em 2017.

No entanto, eu só descobri que se tratava de uma adaptação quando já estava assistindo a série e fiquei com muita vontade de ler o livro. Foi então, que comprei o ebook e ele ficou um bom tempo esperando para ser lido.

Enfim, chegou o dia! É uma história ótima que se passa durante a Guerra civil espanhola, mesclando ficção e fatos históricos. Ambientada na Espanha e no Marrocos, somos levados a conhecer elementos da cultura e alguns costumes dos dois países. 

A protagonista Sira é uma mulher simples, que passou por duros golpes da vida, porém,  com força e determinação, conseguiu dar a volta por cima.

Separei as melhores citações, aquelas que achei mais interessantes e até bastante atuais. Recomendo muito este livro!

“Razões para se rebelar, evidentemente, eles têm de sobra, pois aqui há fome de séculos e muita injustiça também, mas isso não se ajeita mordendo a mão de quem os alimenta. Para isso, para modernizar este país, precisaríamos de empreendedores corajosos e trabalhadores qualificados, um educação adequada, e governos sérios que durassem o suficiente nos cargos.”

 

“Um dos efeitos da paixão louca e obcecada é que anula os sentidos para perceber o que acontece a sua volta. Corta rente a sensibilidade, a capacidade de percepção. Obriga-nos a concentrar tanto a atenção em um ser único que nos isola do resto do universo, nos aprisiona em uma couraça e nos mantém à margem de outras realidades, mesmo que transcorram a dois palmos do seu nariz.”

 

“(…) quando trabalham bem, as costureiras são capazes de conquistar fidelidade até a morte.”

 

“Cada uma, a sua maneira e em seu mundo, pertencia a uma estirpe de mulheres corajosas e lutadoras, capazes de abrir caminho na vida com o pouco que a sorte lhes oferecesse. Por mim e por elas, por todas nós, eu tinha que lutar para que aquele negócio desse certo.”

 

“(…) os oportunistas de hoje, esses que vociferam o “Cara al Sol” com o braço erguido e a veia do pescoço inchada, invocando o ausente como se fosse a sagrada forma,(…)”

 

“A normalidade não estava nos dias que ficaram para trás: encontrava-se apenas naquilo que a sorte punha na nossa frente a cada manhã.”

 

“O que se pode esperar de alguém que pretende que as mulheres fiquem em casa preparando a comida e pondo filhos no mundo?”

 

ISBN-10: 8542211251
Autora: María Dueñas
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Ano: 2017
Páginas: 480
Editora: Planeta
Skoob: adicione
Compre na Amazon

Sinopse: O maior best-seller de María Dueñas, com mais de 100 mil exemplares vendidos, agora em edição especial com capa dura
Sira Quiroga é uma jovem costureira que, na Madri dos anos 1930, se apaixona por Ramiro. Ainda que mal o conheça, decide deixar o país por aquele novo amor. Mas o destino lhe reserva uma série de surpresas, a começar pelo desaparecimento de Ramiro pouco depois de chegarem ao Marrocos. A partir daí a jovem se converte, quase sem se dar conta, numa peça-chave na luta contra o fascismo europeu – da ditatura franquista em sua Espanha natal ao nazismo na Alemanha.
Comparada a Carlos Ruiz Zafón por sua prosa envolvente e pela imaginação ao combinar fatos e personagens reais com ficcionais, María Dueñas conta em O tempo entre costuras uma aventura apaixonante, na qual os ateliês de alta costura, a sofisticação dos grandes hotéis, as conspirações políticas e as obscuras missões dos serviços secretos se fundem com a lealdade às pessoas próximas e com o poder incontrolável do amor.

Você já conhece esta história? Leu o livro ou assistiu a série? o que achou?

Siga o blog nas redes sociais!

Facebook  ❤  Twitter ❤ Instagram ❤ Pinterest

Os quotes mais destacados do livro Sherlock Holmes – Aventuras Secretas

 

Sir Arthur conan Doyle

Tempos atrás eu li Sherlock Holmes – Aventuras Secretas e adorei. É uma antologia de contos de autores nacionais reunidos neste livro maravilhoso que faz referência às histórias de Sir Arthur Conan Doyle. Os contos presentes no livro são:

Continuar lendo “Os quotes mais destacados do livro Sherlock Holmes – Aventuras Secretas”

As melhores citações de O Memorial do Desterro

No final de dezembro eu fiz a leitura desse livro e quero compartilhar com vocês as melhores citações de O Memorial do Desterro.

Este livro escrito por Mauro Maciel tem uma premissa bem interessante, tudo gira em torno de um mistério: o protagonista precisa descobrir sobre a vida do seu inquilino que acabara de morrer e para ser enterrado é necessário que seja escrito um memorial sobre a vida do morto.

Assim, o protagonista que é um ex-escritor, viaja da cidade onde mora no nordeste, e vai até o sul do país onde seu inquilino está para fazer esta descoberta, escrever o memorial e realizar o sepultamento.

Mas será que esse homem irá conseguir concluir este feito? Visto que, ele não conhece o inquilino, viu apenas uma vez e já não se recorda e não se sabe nada da vida do mesmo, que antes de morrer fez uma limpa no apartamento e não deixou nada que pudesse servir de pista. Para conhecer o final desta história, leia O Memorial do Desterro!

Continuar lendo “As melhores citações de O Memorial do Desterro”

Quotes: Memórias do Subsolo – Fiódor Dostoiévski

MEMORIAS_DO_SUBSOLOISBN-13: 9788573261851
Ano: 2000
Páginas: 152
Editora: Editora 34
Skoob: adicione
Comprar: Amazon

Sinopse: Escrito na cabeceira de morte de sua primeira mulher, numa situação de aguda necessidade financeira, ‘Memórias do Subsolo’ condensa um dos momentos mais importantes da literatura ocidental, reunindo vários temas que reaparecerão mais tarde nos últimos grandes romances do escritor russo. Aqui ressoa a voz do homem do subsolo, o personagem-narrador que, à força de paradoxos, investe ferozmente contra tudo e contra todos.

Contra a ciência e contra a superstição, contra o progresso e contra o atraso, contra a razão e a não razão; mas investe, acima de tudo, contra o solo da própria consciência, criando uma narrativa ímpar, de altíssima voltagem poética, que se afirma e se nega a si mesma sucessivamente. Não é por acaso que muitos acabaram vendo neste livro uma prefiguração das ideias de Freud acerca do inconsciente. O próprio Nietzsche, ao lê-lo pela primeira vez, escreveu a um amigo: “A voz do sangue (como denominá-lo de outro modo?) fez-se ouvir de imediato e minha alegria não teve limites”.

Continuar lendo “Quotes: Memórias do Subsolo – Fiódor Dostoiévski”