O Tempo Entre Costuras – melhores citações

O_TEMPO_ENTRE_COSTURAS

ISBN-10: 8542211251
Autora: María Dueñas
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Ano: 2017
Páginas: 480
Editora: Planeta
Skoob: adicione
Compre na Amazon

Sinopse: O maior best-seller de María Dueñas, com mais de 100 mil exemplares vendidos, agora em edição especial com capa dura
Sira Quiroga é uma jovem costureira que, na Madri dos anos 1930, se apaixona por Ramiro. Ainda que mal o conheça, decide deixar o país por aquele novo amor. Mas o destino lhe reserva uma série de surpresas, a começar pelo desaparecimento de Ramiro pouco depois de chegarem ao Marrocos. A partir daí a jovem se converte, quase sem se dar conta, numa peça-chave na luta contra o fascismo europeu – da ditatura franquista em sua Espanha natal ao nazismo na Alemanha.
Comparada a Carlos Ruiz Zafón por sua prosa envolvente e pela imaginação ao combinar fatos e personagens reais com ficcionais, María Dueñas conta em O tempo entre costuras uma aventura apaixonante, na qual os ateliês de alta costura, a sofisticação dos grandes hotéis, as conspirações políticas e as obscuras missões dos serviços secretos se fundem com a lealdade às pessoas próximas e com o poder incontrolável do amor.

Continuar lendo “O Tempo Entre Costuras – melhores citações”

Os quotes mais destacados do livro Sherlock Holmes – Aventuras Secretas

Os quotes mais destacados no livro Sherlock Holmes Aventuras Secretas Atraidos pela leitura

ISBN-13: 9788562942242
Ano: 2012
Páginas: 264
Editora: Draco
Skoob: adicione
Compre: Amazon

Tempos atrás eu li Sherlock Holmes – Aventuras Secretas e adorei. É uma antologia de contos de autores nacionais reunidos neste livro maravilhoso que faz referência às histórias de Sir Arthur Conan Doyle. Os contos presentes no livro são:

Continuar lendo “Os quotes mais destacados do livro Sherlock Holmes – Aventuras Secretas”

As melhores citações de O Memorial do Desterro

Oi gente! No final de dezembro eu fiz a leitura desse livro e quero compartilhar com vocês as melhores citações de O Memorial do Desterro. Este livro escrito por Mauro Maciel tem uma premissa bem interessante, tudo gira em torno de um mistério: o protagonista precisa descobrir sobre a vida do seu inquilino que acabara de morrer e para ser enterrado é necessário que seja escrito um memorial sobre a vida do morto.

Melhores citações de O Memorial do Desterro

ISBN: B075VY1H24
Editora: Nova Fronteira
Ano: 2018
Páginas: 192
Skoob: adicione
Compre: Amazon

Sinopse: Romance vencedor do Prêmio Kindle de Literatura (2ª edição). Nessa narrativa, um renomado escritor – que há 20 anos não escrevia e que residia em uma vila de pescadores do nordeste brasileiro – vê-se impelido a voltar para a cidade que abandonou para providenciar o sepultamento de seu inquilino, o qual fora encontrado morto ao lado de um barco à vela, às margens de um rio, na fictícia cidade de Santa Maria do Mar Revolto, no sul do Brasil.
Com o morto, apenas uma carta foi encontrada e ela estava endereçada ao seu escritor preferido. Identificado como irlandês, o falecido inquilino permanece insepulto durante vários dias, sem que nenhum parente, amigo ou vizinho manifestasse interesse em providenciar o enterro. Diante dessa inusitada situação, o redator-chefe de obituários de Santa Maria do Mar Revolto resolve telefonar para o escritor, solicitando que assumisse o encargo de realizar o sepultamento, cujos trâmites dependiam apenas do registro de um obituário no Livro Tombo dos Mortos. [Leia mais]

Assim, o protagonista que é um ex-escritor, viaja da cidade onde mora no nordeste, e vai até o sul do país onde seu inquilino está para fazer esta descoberta, escrever o memorial e realizar o sepultamento. Mas será que esse homem irá conseguir concluir este feito? Visto que, ele não conhece o inquilino, viu apenas uma vez e já não se recorda e não se sabe nada da vida do mesmo, que antes de morrer fez uma limpa no apartamento e não deixou nada que pudesse servir de pista. Para conhecer o final desta história, leia O Memorial do Desterro!

Continuar lendo “As melhores citações de O Memorial do Desterro”

Quotes: Memórias do Subsolo – Fiódor Dostoiévski

Memórias do Subsolo

ISBN-13: 9788573261851
Ano: 2000
Páginas: 152
Editora: Editora 34
Skoob: adicione
Comprar: Amazon

Sinopse: Escrito na cabeceira de morte de sua primeira mulher, numa situação de aguda necessidade financeira, ‘Memórias do Subsolo’ condensa um dos momentos mais importantes da literatura ocidental, reunindo vários temas que reaparecerão mais tarde nos últimos grandes romances do escritor russo. Aqui ressoa a voz do homem do subsolo, o personagem-narrador que, à força de paradoxos, investe ferozmente contra tudo e contra todos.

Contra a ciência e contra a superstição, contra o progresso e contra o atraso, contra a razão e a não razão; mas investe, acima de tudo, contra o solo da própria consciência, criando uma narrativa ímpar, de altíssima voltagem poética, que se afirma e se nega a si mesma sucessivamente. Não é por acaso que muitos acabaram vendo neste livro uma prefiguração das ideias de Freud acerca do inconsciente. O próprio Nietzsche, ao lê-lo pela primeira vez, escreveu a um amigo: “A voz do sangue (como denominá-lo de outro modo?) fez-se ouvir de imediato e minha alegria não teve limites”.

Sempre tive curiosidade de ler algum livro do Dostoiévski. Foi então que decidi comprar Memórias do Subsolo. Por ser um livro pequeno, achei que seria o mais indicado para conhecer a obra do autor, e também (na minha inocência) achei que seria mais fácil. Triste engano!

Continuar lendo “Quotes: Memórias do Subsolo – Fiódor Dostoiévski”

Quotes: Quarto de Despejo – diário de uma favelada

No mês passado eu me propus a ler apenas livros escritos por mulheres. Infelizmente não deu pra terminar todos que eu escolhi, mas neste mês eu concluí algumas leituras e dentre elas está o livro escrito por Carolina Maria de Jesus, uma mulher negra, pobre e moradora de uma favela em São Paulo na década de 50, que escolheu a escrita para registrar o seu modo de viver. Em Quarto de Despejo – diário de uma favelada, Carolina Maria de Jesus relata toda a dificuldade vivenciada por ela para poder sustentar os três filhos. É um livro impactante e eu selecionei alguns quotes para vocês conhecerem um pouco desse diário.

quarto de despejoISBN-10: 8564296012
Ano: 2013
Páginas: 200
Editora: Ática
Skoob: adicione
Compre na Amazon

Sinopse: Do diário da catadora de papel Carolina Maria de Jesus surgiu este autêntico exemplo de literatura-verdade, que relata o cotidiano triste e cruel da vida na favela. Com uma linguagem simples, mas contundente e original, a autora comove o leitor pelo realismo e pela sensibilidade na maneira de contar o que viu, viveu e sentiu durante os anos em que morou na comunidade do Canindé, em São Paulo, com seus três filhos.
Ao ler este relato-verdadeiro best-seller no Brasil e no exterior- você vai acompanhar o duro dia a dia de quem não tem amanhã. E vai perceber que, mesmo tendo sido escrito na década de 1950, este livro jamais perdeu sua atualidade

Continuar lendo “Quotes: Quarto de Despejo – diário de uma favelada”