Livro ou filme – Como você prefere a sua história de terror?

É do conhecimento de todos que os livros da DarkSide são de encher os olhos de todo leitor. Hoje eu vou mostrar para vocês três histórias de terror publicadas pela Caveirinha e que também são clássicos do cinema. Diante disso,  você tem a possibilidade de acompanhar a história através do livro, filme ou de ambos.

I- PSICOSE

psicose-atraidos-pela-leitura

Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas.

O filme dirigido por Alfred Hitchcock, foi lançado em 25 de agosto de 1960. O elenco era composto por atores como: Anthony Perkins, Janet Leigh e john Gavin.

Continue lendo “Livro ou filme – Como você prefere a sua história de terror?”

Minha wishlist de clássicos

wishlist-classicos

01- O Vermelho e o Negro – Stendhal

O protagonista desta obra eterna é o jovem Julien Sorel, “um homem infeliz em guerra com a sociedade”, na definição de seu criador. Seu trágico destino foi inspirado num evento real, ocorrido em Grenoble: condenado pelo assassinato de uma ex-amante, cometido no interior de uma igreja, um seminarista de 26 anos, Antoine Berthet, foi executado na guilhotina em fevereiro de 1828. A partir desse fato rumoroso, Stendhal (1783-1842) entreviu a possibilidade de fazer o que chamou de “crônica do século XIX”, um ácido retrato da França da Restauração pós-napoleônica, política e moralmente conservadora. 

Continue lendo “Minha wishlist de clássicos”

Resenha – A Morte e a Morte de Quincas Berro D’Água – Jorge Amado

Olá leitores, tudo bem com vocês? A resenha de hoje é sobre o livro A Morte e a Morte de Quincas Berro D’Água, do escritor baiano Jorge Amado.

a-morte-e-a-morte-de-quincas-berro-d'agua

ISBN: 978-85-3591-183-1 | Ano: 2008 | Editora: Companhia das Letras | Páginas: 92
Skoob: Adicione
Adquira o seu aqui

Contém Spoiler

Sinopse: O respeitável Joaquim Soares da Cunha, funcionário exemplar da Mesa de Rendas Estadual da Bahia, rompe com a família e as convenções sociais para viver aventuras no porto e na zona do meretrício de Salvador. Agora se chama Quincas Berro D’água.

No início do livro, já temos uma afirmação: Quincas Berro D’Água morreu. No entanto, não era possível afirmar como e quando ocorreu essa morte e, além disso, essa não seria sua única morte. Mas, se voltarmos um pouco no tempo, iremos conhecer Joaquim Soares da Cunha, um funcionário público exemplar, que durante muitos anos exerceu sua função com retidão, sendo respeitado e admirado pelos colegas e amigos.

Certo dia, aos cinquenta anos de idade, Joaquim soares da Cunha abandonou casa, família e amigos para viver nas ruas. Neste lugar encontrou novos amigos, os quais viriam a se tornar sua nova família. Assim, ocorreu a sua primeira morte, a morte moral, pois para todos os seus convivas, principalmente para a família, Joaquim Soares da Cunha havia morrido. Quanto à morte física, há controvérsias. A versão oficial afirma que Quincas morreu sozinho de causas naturais e foi encontrado pela manhã no quarto onde morava.

A família foi avisada e após algumas discussões resolveram velar o corpo lá mesmo. Durante o velório estavam presentes sua filha Vanda, seu genro Leonardo, seus irmãos Marocas e Eduardo e seus atuais amigos Pé de Vento, Cabo Martim, Curió e Negro Pastinha. Continue lendo “Resenha – A Morte e a Morte de Quincas Berro D’Água – Jorge Amado”

Resenha – A Metamorfose – Franz Kafka

Oi gente, tudo bem com vocês? A resenha de hoje é sobre um clássico da Literatura Universal.

resenha-a-metamorfose-frank-kafka

ISBN: 978-85-7164-685-8 | Ano: 1997 | Editora: Companhia das Letras | Páginas: 96
Skoob

Adquira o seu aqui

Sinopse: A Metamorfose é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro viajante – o famoso Gregor Samsa – transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana – tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.

Essa é a história de Gregor Samsa, um jovem caixeiro viajante que sustenta sua família composta pelo pai, a mãe e por uma irmã mais nova.
Certo dia ao acordar Gregor se vê transformado em um horroroso inseto. Diante disso, sua maior preocupação é por estar atrasado para o trabalho.
“— Pai do céu! – pensou. Eram seis e meia e os ponteiros avançavam calmamente, passava até da meia hora, já se aproximava de um quarto. […] E agora, o que deveria fazer? O próximo trem partia às sete horas; para alcançá-lo precisaria se apressar como louco, o mostruário ainda não estava na mala e ele próprio não se sentia de modo algum particularmente disposto e ágil. (pág. 09 e 10)

Continue lendo “Resenha – A Metamorfose – Franz Kafka”

Resenha – Os Miseráveis – Victor Hugo

Oi gente, tudo bem com vocês? Hoje eu trouxe a resenha de um dos livros que eu mais gosto. Trata-se de uma adaptação de Os Miseráveis. Espero que vocês gostem.

Diante dos últimos acontecimentos em Paris, essa é uma maneira que eu encontrei de podermos lembrar o quanto o povo francês já passou por diversos momentos difíceis e conseguiu superar, o que não será diferente agora. Paz para a França!

resenha-os-miseraveis

ISBN: 85-322-4810-1 | Tradução e adaptação: Walcyr Carrasco | Editora: FTD | Páginas: 126 | Ano: 2001 | Skoob

Compre o seu: Aqui

Sinopse: Esta obra é uma poderosa denúncia a todos os tipos de injustiça humana. Narra a emocionante história de Jean Valjean — o homem que, por ter roubado um pão, é condenado a dezenove anos de prisão. Os miseráveis é um livro inquietantemente religioso e político.

Os Miseráveis narra a história de vários personagens, dentre eles, Jean Valjean, um homem que foi condenado a trabalhados forçados por roubar um pão para saciar a fome de sua família.  Durante dezenove anos ele fica preso e ao ser libertado, traz consigo a marca de ser ex-condenado, pois viveria em condicional para o resto de sua vida e assim, encontra uma sociedade que lhe fecha as portas, tornando sua vida ainda mais difícil. Ao contrário dos demais, o bispo de Digne lhe estende a mão e o aceita em sua residência. Continue lendo “Resenha – Os Miseráveis – Victor Hugo”